Logotipo Intermediária de Imóveis Entre em Contato 51 3225.7100
Topo Menu Empresa Locações Vendas Condomínios Informações Legais Contato Topo Menu

Home >> Informações Legais >> Imobiliárias >> Novas regras de seguro habitacional são positivas para o consumidor

 
Informações Úteis

Imobiliárias > Novas regras de seguro habitacional são positivas para o consumidor

Direito ao muturário de escolher seguradora pode estimular a

concorrência no setor e reduzir o preço do serviço



Quem está planejando realizar o sonho da casa própria em 2010 já tem um bom motivo para comemorar. Está em vigor desde o dia 18 de janeiro a Resolução 3.811/09 do Conselho Monetário Nacional (CMN), que regula a oferta do seguro habitacional, obrigatório para os contratantes do Sistema Financeiro de Habitação (SFH).



A nova regra obriga os bancos a oferecer aos mutuários do SFH apólices de seguro de pelo menos duas seguradoras no momento de contratação do financiamento. O consumidor também tem a liberdade de escolher o seguro de uma terceira empresa a sua escolha, mas, neste caso, o banco financiador pode cobrar uma taxa de até R$100.



Antes, o mutuário era obrigado a contratar o seguro habitacional oferecido pelo mesmo banco que lhe concedia o financiamento imobiliário e lhe colocava à disposição uma única apólice coletiva de seguro.



Naquele contexto, o Seguro Caixa, por exemplo, da Caixa Econômica Federal, sozinho, concentrava mais de 70 % do mercado. Ou seja, praticamente inexistia concorrência no setor, o que deve ser corrigido com a nova regra. E quando há competição, consequentemente, a tendência é de queda nos preços.



Custo efetivo total

Outra determinação bastante positiva da Resolução do CMN é que a instituição financeira informe nos contratos o custo efetivo total do seguro habitacional. "Com isso o consumidor saberá exatamente o quanto vai gastar com o seguro até fim do financiamento e terá melhores condições para comparar e escolher, dentre as ofertas disponíveis no mercado, a que melhor condiz com suas necessidades", destaca Alessandro Gianeli, advogado do Idec.



Ele destaca ainda outra mudança positiva, que é a abertura do mercado para as seguradoras do ramo de pessoas, que passarão a competir com as ligadas ao ramo de danos na oferta de seguros habitacionais.



Para Gianeli, a resolução traz grandes avanços para o consumidor. "As novas regras conferem mais transparência ao setor. Além disso, o direito de escolha do mutuário e a abertura do mercado securitário dá grande expectativa de queda no preço e alta na qualidade dos serviços", opina.





Fonte: IDEC

Data: 27/01/2010

Busca


Voltar <<
Indique para um amigoImprimir Página
  Empresa     |     Locações     |     Vendas     |     Condomínios     |     Informações Legais     |     ContatoMarcador Rodapé
Rua Vigário José Ignácio  •  511  •  Centro  •  Porto Alegre  •  RS  •  51.3225.7100